Recurso pode ajudar no tratamento e aproximar a família em atividade conjunta; baixe material gratuito disponibilizado pelo Sem Xixi na Cama

Só quem lida com a enurese noturna sabe o quanto é difícil – mas essencial – manter a criança motivada com o tratamento. Uma alternativa é apelar para um registro visual que mostre, de forma bem clara para o pequeno, sua evolução. O método pode ser adaptado de acordo com a realidade de cada família, mas o mais conhecido é o diário – ou calendário – das noites secas onde a criança anota com adesivos, imãs, lápis ou caneta as noites em que não fez xixi.

Uma dica é escolher símbolos que representem um padrão, como nuvem para as noites molhadas e sol para as secas. O mais importante, entretanto, é que os pais participem da atividade, valorizando a ausência de ocorrências e oferecendo compreensão e carinho nos episódios de perda involuntária.

Esse método resolve o xixi na cama?

tratamento da enurese noturna envolve muitos fatores e o primeiro deles é a investigação das causas, mesmo porque nem toda criança que faz xixi na cama é diagnosticada com a disfunção. Daí a importância de procurar, antes de qualquer método, orientação médica individual. Descartadas as outras possibilidades – como diabetes e infecção urinária, para citar dois exemplos – o especialista pode indicar a combinação de uma ou mais estratégias. Caso ele não mencione o calendário, você mesmo pode abordar o assunto durante a consulta.

E se as noites secas demorarem?

O apelo visual pode tanto deixar a tarefa mais divertida quanto angustiante para a criança, já que o intervalo entre noites secas e molhadas varia muito. Tenha cuidado para que o calendário não se torne frustrante para o pequeno. Antes de adotar a atividade, explique para a criança que a disfunção é passageira e que você estará sempre por perto. Caso ela se sinta confortável com a situação, sugira que façam juntos o diário e preze para que os momentos de anotação sejam leves e especiais, evitando cobranças, culpas ou desapontamentos. É importante também que toda a família esteja envolvida no tratamento, seja prestando apoio ou apenas respeitando o espaço da criança com enurese.

Posso sugerir que a escola trabalhe o tema?

O tratamento da enurese noturna não precisa ser uma missão solitária, afinal, muitas outras famílias também podem enfrentar o problema sem saber como proceder. Aproveite o mês das crianças para sugerir atividades extras na escola. Quanto mais gente informada, maior a rede de apoio. Você pode sugerir:

– Palestra com especialista para professores e pais;

– Envio de informativo para os pais pela agenda escolar;

– Atividade extra de pintura sobre o tema;

– Teatro de fantoches sobre o tema.

No site do Sem Xixi na Cama, você encontra o calendário prontinho para uso na área de downloads. Basta baixar, imprimir e dar início aos registros. Também é possível localizar Centros de Apoio em todo o país.