Além de infecções, o exame de urina em crianças pode ajudar no diagnóstico de outras doenças  

Mesmo já sendo bem velhinho – um dos primeiros do mundo –, o exame de urina é um dos mais solicitados pelos médicos. Isso porque, além de identificar a infecção urinária, ele fornece dados que facilitam o diagnóstico de várias doenças como diabetes, anemia e disfunções renais.

Na infância, o exame de urina é ainda mais importante porque o trato urinário das crianças está se desenvolvendo, o que facilita a entrada e proliferação de micro-organismos.

Vale lembrar que a ocorrência de infecção urinária nos pequenos só perde para as doenças respiratórias! Já falamos aqui sobre como identificar e tratar o problema nas crianças.

Veja agora para que serve e quando normalmente é solicitado o exame de urina em crianças.

Para que serve o exame de urina?

O exame urina 1 detecta problemas nos rins ou no trato urinário, além de alguns tipos de anemia e diabetes, e a urocultura investiga infecções.

Além disso, pode haver indicadores de outras doenças no exame de urina. Por exemplo, proteínas na urina pode ser um sinal de disfunção renal e a presença de glicose deve ser avaliada, pois há chance de o paciente ter diabetes. A bilirrubina está associada a problemas no fígado, os nitritos estão relacionados a infecções e a presença de cristais indica cálculos renais.

Por que fazer?

Crianças na fase do desfralde estão propensas a desenvolver infecções porque acabam ficando longos períodos sem ir ao banheiro, por falta de rotina ou costume. O exame de urina neonatal também é bastante comum. Trata-se de um recurso confiável e de baixo custo, sendo uma das técnicas mais utilizadas para o diagnóstico de doenças renais e do trato urinário.

No que diz respeito à realização, alguns cuidados especiais são necessários. No caso de bebês e crianças mais novas, a urina pode ser colhida via punção suprapúbica. Já as crianças maiores podem fazer pelo método de jato médio.

Quando a criança deve fazer exame de urina?

Se seu filho (a) começou a ter febres inesperadamente, vai muitas vezes ao banheiro fazer xixi, sente dificuldade ou dor para urinar, pode ser sinal de problemas. É importante também checar o aspecto da urina periodicamente, e sempre que houver odor atípico ou coloração diferente (opaca ou turva) o médico possivelmente irá solicitar a realização do exame.

Nos casos de suspeita de enurese noturna, geralmente, o exame de urina é solicitado pelo especialista para investigação de outros problemas que possam estar relacionados aos escapes de xixi durante o sono, como diabetes.