Não é só criança que faz xixi na cama! A enurese noturna na adolescência precisa de atenção e cuidados

Fazer xixi na cama costuma ser considerado algo normal da infância. E pode ser, em alguns casos. Até os 5 anos, o sistema urinário está amadurecendo, o que torna natural a perda involuntária de xixi durante o sono.

O problema é quando o xixi na cama persiste após essa idade. Nesse caso, pode ser diagnosticada a enurese noturna, um distúrbio causado por fatores fisiológicos, genéticos ou emocionais.

Pior: sem tratamento adequado, pode persistir em jovens e adultos. Aliás, a enurese noturna na adolescência é mais frequente do que parece. Embora não existam dados recentes sobre o tema, estima-se que até 15% dos adolescentes com idade entre 12 e 14 anos já fizeram xixi na cama; e cerca de metade dos jovens de 19 anos que passam pelo problema urinam toda noite durante o sono.

Se essa tem sido a realidade de seu/sua filho(a) adolescente, continue a leitura e entenda melhor como lidar com a situação.

Quais as causas da enurese noturna na adolescência?

Adolescentes e jovens podem urinar na cama por diversas razões, como desregulação do hormônio vasopressina, hereditariedade, distúrbios neurológicos, uso de medicamentos (como ansiolíticos ou diuréticos), infecção urinária, falta de controle dos músculos que liberam a urina, diabetes e questões emocionais, como ansiedade. Além disso, o não tratamento adequado na infância pode ocasionar a persistência da enurese noturna até a adolescência. “Em torno dos 7 anos a gente ainda tem algumas crianças que tem perdas noturnas e isso pode se estender até a adolescência. Normalmente, após os 5 anos, caso essa criança ainda tenha perdas, existe uma recomendação de que já haja algum tipo de tratamento. E esse tratamento tem uma eficácia, ou seja, é possível tratar a enurese noturna, principalmente justificado pelo impacto negativo na vida desse paciente”, afirma Dr. Atila Rondon no vídeo. Assista para saber mais sobre por que tratar a enurese noturna.

Como lidar?

Quanto mais se convive com a enurese noturna na adolescência, maior a probabilidade de o distúrbio provocar problemas comportamentais. Isso porque o adolescente tem maior discernimento da situação em relação a uma criança, o que leva ao agravamento do sentimento de culpa, medo da rejeição em seu grupo social, ansiedade, baixa autoestima e até depressão.

Conversar e demonstrar apoio vai deixá-lo (a) mais à vontade e ajudar na investigação das causas e no tratamento da enurese noturna, que deve ser realizado o quanto antes com avaliação do pediatra e ou médico urologista.

Nos canais do Sem Xixi na Cama, é comum recebermos relatos de famílias ou do próprio paciente. Por isso, insistimos tanto por aqui sobre a importância de levar o xixi na cama a sério, com tratamento adequado e auxílio de um especialista.

Mudanças de hábito como fazer xixi antes de dormir, evitar a ingestão de alimentos que estimulam a contração da bexiga e de líquidos até duas horas antes de deitar podem ajudar, mas não substituem a consulta profissional para diagnóstico e acompanhamento corretos. Caso esteja em dúvida sobre onde encontrar ajuda especializada, temos uma relação de Centros de Apoio em nosso site.


Fontes:

https://www.estadao.com.br/noticias/geral,um-em-cada-50-adolescentes-ainda-faz-xixi-na-cama,20060517p63003

https://mauriciodesouzalima.blogosfera.uol.com.br/2019/05/15/enurese-noturna-quando-o-adolescente-faz-xixi-na-cama/

https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/viewFile/3202/2564

http://www.soperj.org.br/novo/secao_detalhes.asp?s=75&id=841