Há diversas opções que buscam auxiliar a criança no controle do xixi na cama. Conheça quais são e converse com o pediatra

Quando o xixi na cama vira uma rotina na vida das crianças e pais, os tratamentos devem ser discutidos com um pediatra. É preciso levar em conta a forma mais adequada de acordo com cada idade e os hábitos miccionais do seu pequeno,  e por isso a ajuda de um especialista é essencial neste processo.

As perdas de xixi até os 5 anos são mais comuns, e é importante lembrar que o desfralde só deve ser iniciado após os 2 anos de idade. Agora, se o seu pequeno possui mais de 5 anos e continua sofrendo com os episódios de xixi na cama, considere essas opções:

Mudanças na rotina da criança

Entre os primeiros passos estão novos hábitos que devem ser inseridos no dia a dia, e os efeitos podem ser acompanhados através de um calendário miccional. Restringir líquidos até duas horas antes de dormir, levar a criança ao banheiro antes de se deitar e ao acordar e comemorar quando há resultados positivos são importantes para incentivar o seu pequeno.

Treinamento da micção

Há atualmente no mercado várias opções de dispositivos que verificam quando a criança solta as primeiras gotas de urina e disparam um alarme. Estes sensores podem ser usados por um período de 2 a 6 meses e criam um condicionamento que auxilia as crianças a identificarem quando a bexiga está cheia.

Acompanhamento psicológico

Quando as crianças ou adolescentes passam pela enurese secundária, ou seja, voltam a molhar cama depois de um período mínimo de 6 meses de noites secas, é importante considerar o acompanhamento com um psicólogo. Isso porque vários aspectos emocionais podem estar envolvidos com a volta do xixi na cama.

Prescrição de medicamentos

Há também disponíveis diversos tipos de medicamentos que podem ser receitados pelo pediatra, e trazem diferentes resultados. Alguns exemplos: a desmopressina e imipramina podem inibir a produção de urina durante a noite e a oxibutinina visa controlar as contrações involuntárias da bexiga. Não deixe de procurar ajuda e conversar abertamente com o pediatra sobre todas as opções. Enurese noturna tem tratamento e cura, procure Centros de Apoio!