Blog

Hora de agir: Dia Mundial Sem Xixi na Cama vem aí!

No próximo dia 29, terça-feira, comemora-se mundialmente o Dia Mundial Sem Xixi na Cama, um transtorno chamado enurese noturna, caracterizado pela perda involuntária de xixi durante o sono e que pode trazer grande impacto emocional na vida de crianças e adolescentes a partir dos 5 anos de idade. E para trazer ainda mais força para a conscientização, uma campanha internacional realizada há quatro anos ganha destaque com o tema “Time to take action”, ou “Hora de agir” em tradução livre.

Organizada pela International Children Continense Society (ICCS) e European Society for Pediatric Urology (ESPU), a iniciativa – que conta com site e redes sociais próprias - tem por objetivo disseminar informações sobre a enurese noturna, de modo a incentivar a busca por orientação especializada e minimizar os danos emocionais nas crianças. Assim, “Hora de Agir” é uma maneira de estimular familiares, médicos e público em geral a adotarem atitudes proativas com relação ao xixi na cama.

Hora de Agir!

O Sem Xixi na Cama não poderia ficar de fora de uma campanha tão importante. Por isso, durante todo o mês de maio, veiculará em suas redes sociais conteúdos especiais sobre a enurese. Participe com a gente desse movimento pelo bem-estar infantil. Acompanhe nossas atualizações e interaja conosco compartilhando, curtindo e marcando pessoas que precisam saber mais sobre a enurese em nossos posts. A hora de agir é agora! Venha com o @semxixi no Facebook, Instagram e Twitter.

Xixi na cama é doença?

Quando as noites molhadas passam a ser uma constante após os 5 anos de idade, é preciso acender um alerta. Cerca de 10% das crianças em idade escolar sofrem com a enurese noturna, um distúrbio que tem motivações hereditárias, fisiológicas ou emocionais. Apesar de não ser considerada doença, pode atrapalhar o desenvolvimento emocional da criança, enfraquecendo sua autoimagem e atrapalhando seus relacionamentos sociais. Se o seu filho tem enfrentado essa situação, não castigue, deboche, repreenda ou ignore o problema. Tenha paciência, ofereça apoio e busque orientação especializada. Xixi na cama é assunto médico e tem tratamento. Por isso, não procure um culpado, procure ajuda.