Além das fantasias, características da festa podem ser perfeitas para motivação no tratamento da enurese

Fantasiar é uma das brincadeiras preferidas das crianças, por isso o Carnaval é uma festa cheia de oportunidades para os pequenos se divertirem e soltarem a imaginação. Mas além das máscaras, purpurinas e confetes, a folia também pode ser fonte de muito aprendizado. Separamos cinco características do Carnaval que podem ajudar os papais a relacionar a alegria da festa com o tratamento da enurese noturna, o temido xixi na cama. Confira!

– Bom humor

Claro que encarar lençóis molhados toda manhã não é lá tão agradável quanto cair na folia, mas ajudar seu filho a enfrentar o xixi na cama com bom humor pode ser a receitinha de sucesso no tratamento. Vale criar uma música encorajadora, uma história ou, porque não, uma dança. Faça essa fase “dar samba”.

– Dedicação

Assim como as escolas de samba passam longos meses planejamento e executando o Carnaval, sua família também pode se dedicar ao tratamento da enurese. Chame todo mundo para participar e crie objetivos para cada um. O irmão mais velho pode ajudar a colorir o diário das noites secas, por exemplo, enquanto o papai imprime atividades lúdicas sobre o assunto e a mamãe prepara bilhetes de motivação.

– Diversidade

Nada mais marcante no Carnaval do que a diversidade. Toque no assunto com o seu filho e perceba em suas respostas se ele sente-se diferente das outras crianças da escola, do bairro ou da família por fazer xixi na cama. Explique que as diferenças nos tornam únicos e que a superação da disfunção o fará ainda mais forte.

– Planejamento

Assim como no Carnaval – e na vida – durante o tratamento da enurese é essencial se planejar. As consultas com o especialista, por exemplo, devem ser marcadas em horários livres de outros compromissos; assim fica mais fácil concentrar-se e tirar todo tipo de dúvida com calma.

– União

O trabalho em equipe é um dos principais fatores de sucesso em um desfile, tal qual a terapia do xixi na cama. Quanto mais envolvimento, mais apoio a criança recebe e isso pode ser determinante para evitar o desenvolvimento de traumas emocionais.

Gostou das dicas? Então agora é só curtir muito os dias de folia com os pequenos!